Hoje, passar pela terceira idade com qualidade de vida é uma prioridade que tem sido melhorada por avanços nas áreas de saúde, nutrição, lazer e, durante o dia a dia, com soluções de tecnologia para idosos.

Capazes de restaurar a autonomia daqueles que vivem sozinhos ou de ajudar nos cuidados prestados pela família e por cuidadores, há tecnologias que vão de sensores de queda a localizadores GPS.

Para conhecer detalhadamente cada uma delas e entender como sua utilização pode promover benefícios, continue a ler o nosso post!

1. Sensor de quedas

As quedas durante a terceira idade podem causar fraturas graves, cujo tratamento é facilitado quando o socorro é prestado de forma ágil. Especialmente nos casos de idosos que apresentam osteoporose, com redução óssea, a atenção é redobrada.

O sensor de quedas, assim, alerta situações de emergência, como em situações de quedas acidentais, nos momentos em que o idoso, por dor ou qualquer outro problema, fica impossibilitado de pedir ajuda.

Após emitir o chamado a uma central de atendimento, a família ou o responsável é notificado e pode prestar o auxílio necessário, acompanhado de equipe socorrista.

2. Cadeira de rodas motorizada

Ideal para que o idoso possa trafegar por locais de acesso dificultado, seja em decorrência de restrições de espaço ou de terreno acidentado, a cadeira de rodas também demanda um esforço físico menor dos membros superiores, evitando que seu condutor sofra com dores musculares e nas articulações.

Excelente para percorrer trechos longos, não há problemas se for levada a superfícies de areia ou terra, por exemplo, viabilizando que o idoso viaje ao lado da família ou realize atividades que garantam a manutenção de seu bem-estar durante o dia a dia.

3. Localizador GPS

Além do rastreamento que hoje pode ser realizado pela maior parte dos smartphones com tecnologia GPS, utilizado especialmente quando a família deseja acompanhar os trajetos percorridos pelo idoso em aplicativos de transporte particular, já há empresas que incorporam localizadores GPS a tênis.

Com eles, mediante acesso via celular por login e senha, o cuidador pode saber onde a pessoa está caso ela se perca, a fim de evitar que corra riscos na rua, por exemplo. A tecnologia pode ajudar, inclusive, portadores do mal de Alzheimer, uma vez que é comum que se percam ou esqueçam o endereço em que residem.

4. Teleassistência para idosos

Ainda mais completa do que as tecnologias citadas anteriormente, a teleassistência para idosos reúne sensor de quedas e localizador GPS. Com ela, por meio de um aparelho semelhante a um celular, o idoso tem à sua disposição uma linha para realizar telefonemas e um botão de emergência que agiliza o socorro.

A integração do GPS permite o acompanhamento da família e o sensor de quedas redobra as medidas de cautela, dando ao usuário mais tranquilidade para viver sua rotina com segurança, sem abrir mão da independência.

A terceira idade pode ocasionar algumas dificuldades, dadas as transformações experimentadas pelo organismo, mas hoje conta com um amplo suporte capaz de ampliá-la com qualidade, sem que o indivíduo precise abrir mão de quaisquer prazeres que apresente em seu cotidiano.

As opções de tecnologia para idosos devem ser avaliadas por eles mesmos, juntamente a suas famílias e cuidadores, a fim de identificar necessidades e de garantir que a adaptação ocorra naturalmente, da melhor forma possível.

Tem curiosidade para saber mais a respeito de soluções disponíveis e tecnologia para idosos? Então entre em contato com a Click Help e conheça os serviços com que trabalhamos.